PRINCÍPIOS E VALORES

Princípios e valores que norteiam a filosofia e o projeto pedagógico e educacional

Educar com olhar integral

Educamos em período integral, desde o Berçário até o 9º ano. A variedade de atividades, a diversidade de contextos e convivências, a intensidade com que todas essas situações são experimentadas e vividas, mediadas pelo olhar integral, competente, afetivo e a troca que há entre todos os educadores envolvidos, fazem do CEB um ambiente privilegiado e diferenciado de educação, desenvolvimento e aprendizagem.

Somos todos educadores

O olhar atento, o trabalho competente e o comprometimento profissional, aliados à parceria, troca de observações, comunicação eficiente e encaminhamentos pontuais, consolidam a função educadora de todos os profissionais do CEB.

Viver em parceria

Valorizamos a parceria entre todos os envolvidos no processo educacional dos alunos. Com a parceria é possível partilhar dificuldades, somar talentos, buscar soluções, superar desafios e celebrar conquistas.

Intencionalidade

Em todas as ações que compõem o cotidiano da escola há a intenção de educar.

Responsabilidade individual e coletiva

As ações educacionais do CEB, intencionalmente planejadas e norteadas por princípios éticos, morais e democráticos, possibilitam aos alunos refletir, atribuir sentido, estabelecer critérios de escolha para suas ações, metas e condutas e responsabilizar-se por si mesmo e pelo outro.

Convivência cidadã

No CEB, as trocas que envolvem alunos e profissionais são múltiplas e intensas, possibilitando a aprendizagem de uma convivência respeitosa, tolerante, cooperativa e cidadã.
Aprender a conviver é um exercício árduo e necessário, que pressupõe contato com diferentes pontos de vista, desejos, posturas e formas de pensar. Conviver com o outro também se aprende na escola. A intensa convivência é uma das características do trabalho desenvolvido no CEB.
Ao longo do dia, os alunos têm a possibilidade de vivenciar muitas situações de aprendizagem em diversas atividades e estabelecer em cada uma delas diferentes relações com o saber, com os colegas e educadores.

Desenvolvimento mútuo

Interação é ação compartilhada em que há trocas, influências e desenvolvimento mútuos. No CEB, concebemos que é na interação com o outro e com o mundo que aprendemos e nos constituímos como pessoas.

Direito à infância

O CEB valoriza, respeita e preserva a infância em sua essência, garantindo aos alunos o direito de ser criança que brinca, experimenta, cria, imagina, descobre, ensina e aprende.

Construção e compartilhamento de conhecimento e da aprendizagem

Na perspectiva sociointeracionista, o conhecimento é um processo de construção e apropriação de saberes formais, que se efetiva a partir da relação com o outro, das interações socioculturais e da mediação de um parceiro mais experiente.
A aprendizagem de conceitos (conhecer), procedimentos (fazer e criar) e atitudes (ser e conviver) compreende o conjunto de saberes essenciais à formação do aluno como indivíduo e cidadão.

Desenvolvimento sustentável

O desenvolvimento de ações educativas que sejam ambientalmente corretas, socialmente justas e economicamente viáveis são fundamentais para a consolidação da sustentabilidade.

Protagonismo competente

O aluno é protagonista de seu processo de aprendizagem. A escola, como parceira mais experiente, auxilia o aluno, por meio de diálogos e intervenções, a perceber-se responsável pela autoria de suas ações, pelas relações que estabelece e pelas escolhas que faz. O aluno deve buscar, de maneira constante e competente, superar a si mesmo.

Valorização da autonomia

Autonomia é a capacidade de fazer escolhas nos campos moral e intelectual, independentemente de sanções ou recompensas.
Dialogar, posicionar-se, agir com independência e responsabilidade, tomar decisões e participar da resolução de problemas e conflitos são procedimentos intencionalmente estimulados que permitem ao aluno do CEB avançar na construção de sua autonomia.