PROPOSTA PEDAGÓGICA

A proposta pedagógica do CEB está ancorada no referencial teórico sociointeracionista,

que tem como princípio que a aprendizagem – e a consequente construção de conhecimentos – ocorre em diferentes contextos, na interação com o outro, por meio da linguagem e do convívio.

Propõe-se a instrumentalizar o aluno com um rol de conhecimentos e competências que lhe possibilitem analisar, buscar alternativas e solucionar problemas; interpretar, atuar e transformar a realidade em que está inserido; exercer consciente e efetivamente sua cidadania; desenvolver-se como ser humano, capaz de construir e realizar o seu projeto de vida.

A escola reconhece e valoriza os conhecimentos prévios e as experiências que o aluno traz consigo, como contribuições importantes para o processo de construção de conhecimentos e para a aprendizagem. Aos conhecimentos e experiências do aluno somam-se os de outros alunos, as informações e os conceitos e, então, é possível confrontar, reconstruir, sistematizar e ampliar a teia de saberes.

O trabalho pedagógico concretiza-se num currículo desenvolvido desde o Berçário até o 9º ano, composto por múltiplas disciplinas e atividades, que abrangem e integram diferentes áreas de conhecimento – acadêmica, artística, física, social e cultural.

Os saberes são sistematizados e ampliados pelo professor, que tem como tarefa promover a construção do conhecimento científico. Cabe ao professor avaliar os conhecimentos do aluno para definir os desafios possíveis e os conteúdos a serem trabalhados para promover os avanços desejados. Os conteúdos contemplam conceitos, procedimentos e atitudes.

Além da construção, a escola valoriza e investe na integração de conhecimentos e na interação entre parceiros de aprendizagem, desenvolvendo projetos multidisciplinares, incentivando e estruturando o trabalho de pesquisa, realizando atividades extraclasse planejadas e eventos para a comunidade.

Para a construção e a vivência de valores éticos e morais necessários à convivência social, são promovidas situações de aprendizagem que envolvem o respeito – a si mesmo, a seus semelhantes, ao ambiente e à vida –, a solidariedade, a cooperação, o reconhecimento e a valorização do outro, desenvolvidas em todos os espaços e com todos com quem se convive.

A concepção de educação se traduz em uma prática educativa fundamentada em cinco pilares:

  • Aprender a conhecer* – adquirir competências para buscar o conhecimento, unindo dados de cultura geral a habilidades cognitivas e acadêmicas;
  • Aprender a fazer* – adquirir competências para enfrentar situações reais, em diferentes contextos, aplicando conhecimentos adquiridos;
  • Aprender a conviver* – saber trabalhar em equipe, compreender o outro, perceber a interdependência, valorizar as diferenças, realizar projetos comuns e solucionar conflitos;
  • Aprender a ser* – perceber-se como pessoa, desenvolvendo habilidades e competências individuais e sociais, autonomia e responsabilidade;
  • Aprender a criar – utilizar competências e habilidades para criar novos mecanismos, soluções e formas de lidar com a realidade e de se expressar.

*Estes quatro pilares, identificados como fundamentais para a educação no século XXI, foram anunciados na Conferência Geral da UNESCO, realizada em Genebra, em novembro de 1991.