Projeto Pedagógico

Qual é o papel da escola em um mundo em constante transformação, com enorme influência das redes sociais? O que ela deve oferecer no contexto de fartura de conteúdos acessíveis na internet? Como ter resiliência mental e emocional para lidar com tantos desafios?

Para nós, a escola deve atuar intencionalmente para fortalecer meninos e meninas para suas jornadas imprevisíveis. O objetivo é que sejam capazes de se adaptar, aprender sempre e fazer boas escolhas.

E como fazer isso?

Em seu projeto pedagógico o CEB trabalha com:

Projetos multietários com foco em comunicação, colaboração, inovação e competências socioemocionais e aquisição de novos conhecimentos.

Trabalho por eixos de conhecimento.

Turmas com um número reduzido de alunos.

Trabalho de orientação para cada educando.

Desenvolvimento de projetos pedagógicos, educacionais, esportivos, artísticos, culturais e sociais que integram conteúdos de diferentes áreas de conhecimento.

Trabalho com Horário de Estudos, em que os alunos realizam tarefas, sistematizam conteúdos e adquirem hábitos de estudos na própria escola, sob supervisão de profissionais especializados.

Acompanhamento contínuo e sistemático dos processos de avaliação e recuperação.

Realização de saídas e viagens com o objetivo de aprofundar conhecimentos e ampliar o universo sociocultural dos alunos.

Ações educativas que não se restringem à atuação do professor, mas de todos os profissionais da escola. No CEB, somos todos educadores.

Valorização do direito à infância e do brincar, em atividades livres e dirigidas.

Orientação intencional e sistemática sobre hábitos de higiene e saúde.

Ausência de sinal de início e término de aulas ensinando os alunos a agir com independência e responsabilidade em relação a seus compromissos escolares.

Não há obrigatoriedade do uso de uniforme diário. O uso de uniforme é necessário somente em aulas específicas, saídas, viagens e eventos.

Qual é o papel da escola em um mundo em constante transformação, com enorme influência das redes sociais? O que ela deve oferecer no contexto de fartura de conteúdos acessíveis na internet? Como ter resiliência mental e emocional para lidar com tantos desafios?

Para nós, a escola deve atuar intencionalmente para fortalecer meninos e meninas para suas jornadas imprevisíveis. O objetivo é que sejam capazes de se adaptar, aprender sempre e fazer boas escolhas.

E como fazer isso?

Em seu projeto pedagógico o CEB trabalha com:

Projetos multietários com foco em comunicação, colaboração, inovação e competências socioemocionais e aquisição de novos conhecimentos.

Trabalho por eixos de conhecimento.

Turmas com um número reduzido de alunos.

Trabalho de orientação para cada educando.

Desenvolvimento de projetos pedagógicos, educacionais, esportivos, artísticos, culturais e sociais que integram conteúdos de diferentes áreas de conhecimento.

Trabalho com Horário de Estudos, em que os alunos realizam tarefas, sistematizam conteúdos e adquirem hábitos de estudos na própria escola, sob supervisão de profissionais especializados.

Acompanhamento contínuo e sistemático dos processos de avaliação e recuperação.

Realização de saídas e viagens com o objetivo de aprofundar conhecimentos e ampliar o universo sociocultural dos alunos.

Ações educativas que não se restringem à atuação do professor, mas de todos os profissionais da escola. No CEB, somos todos educadores.

Valorização do direito à infância e do brincar, em atividades livres e dirigidas.

Orientação intencional e sistemática sobre hábitos de higiene e saúde.

Ausência de sinal de início e término de aulas ensinando os alunos a agir com independência e responsabilidade em relação a seus compromissos escolares.

Não há obrigatoriedade do uso de uniforme diário. O uso de uniforme é necessário somente em aulas específicas, saídas, viagens e eventos.

Mas a escola não é só o que acontece nos momentos de, vamos chamar assim, “atividades pedagógicas”.

É também o que acontece nos corredores, na recepção, nos pátios. Há muita sutileza nas relações que se estabelecem nesses lugares. Se perguntarem a quem conhece o CEB, saberão que somos conhecidos pelo acolhimento, pela gentileza, perseverança, diversidade e bom humor. Sim, bom humor que é um sinal de saúde para nós. De como levamos a sério ideia de que somos educadores pelo exemplo e nas relações miúdas do dia a dia.

Entre em contato pelo WhatsAppÍcone do Whatsapp
Entre em contato pelo WhatsApp
Ícone do Whatsapp