Como preparar seu filho para as profissões do futuro

12 de julho de 2023 | Fundamental 1, Fundamental 2

Fortalecendo meninos e meninas para uma jornada imprevisível!   

Para fortalecer o outro, é preciso estar forte. Para ajudar o outro a lidar com o novo, é preciso estar disposto, também, a lidar com o desconhecido, cultivar em si as habilidades que gostaria de ver no outro. Portanto, para as famílias ajudarem seus filhos nessa jornada imprevisível, é preciso que elas cultivem em casa um ambiente propício ao aprendizado, à valorização da escuta, da curiosidade e da humildade de saber-se em contínuo aprendizado. Esse é um ambiente onde todos têm a ensinar, inclusive os filhos, que muitas vezes percebem mudanças antes que os mais velhos. 

Tecnologia 

No centro das mudanças pelas quais o mundo passa está a tecnologia. A geração atual de pais e mães, entre 30 e 40 anos, passou por importantes mudanças e tiveram que se adaptar às mudanças no trabalho e na vida pessoal, ambas aprofundadas por redes sociais, aplicativos de diversas funcionalidades e, mais recentemente, por inteligência artificial de uso mais amplo. Tudo isso pode ajudar a entender aquilo que seus filhos irão encontrar num futuro mercado de trabalho e na convivência social. Ainda assim, nos aguardam muitos desafios que ainda não conseguimos enxergar. 

Nesse ambiente de avanços tecnológicos, você pode ajudar seus filhos promovendo espaços e encontros que os ajudem a compreender e relacionar-se com novas informações, buscando compreensão a partir de um olhar crítico. É cada vez mais importante saber selecionar informações em ambientes confiáveis, mas para isso deve-se sempre estar aberto ao contraditório, que muitas vezes nos ajudam a não cristalizar ideias e ficar reféns delas. 

Formação ampla 

Para uma visão mais ampla, é fundamental ter uma formação mais ampla. Desenvolver as habilidades e competências necessárias para saber resolver problemas, especialmente problemas novos em situações inéditas. É preciso ser criativo. 

Devemos nos preparar para incertezas, desenvolvendo não somente habilidades cognitivas, como também socioemocionais: 

– Saber se relacionar em diferentes ambientes, com diferentes pessoas, em diversas situações;  

– Lidar com a diversidade respeitosamente, tendo a capacidade e o gosto por escutar sobre diferentes realidades e pontos de vista; 

– Aperfeiçoar a capacidade de liderança, flexibilidade e proatividade; 

– Saber trabalhar coletivamente será cada vez mais importante; 

– Lidar com as próprias limitações e frustrações. Serão muitos os erros ao percorrer os caminhos, grande parte das vezes inéditos; 

– Em ambientes cada vez mais competitivos, serão muitas as demandas e expectativas. Aprender a lidar com suas próprias emoções e com as de terceiros será essencial para enfrentar os riscos de prejuízos à saúde física ou mental. 

Desde cedo, há muito o que as famílias podem fazer: 

– Promover o autoconhecimento; 

– Fortalecer os filhos, incentivando sua autonomia; 

– Ouvir o que os filhos têm a dizer; 

– Incentivar os filhos a se comunicarem cada vez melhor e de formas diferentes; 

– Dar o exemplo, sendo aberto ao novo.  

  

Em resumo: 

– Para as famílias ajudarem seus filhos nessa jornada imprevisível, é preciso que elas cultivem em casa um ambiente propício ao aprendizado, à valorização da escuta, da curiosidade e da humildade de saber-se em contínuo aprendizado; 

– Num ambiente de avanços tecnológicos, você pode ajudar seus filhos promovendo espaços e encontros que os ajudem a compreender e se relacionar com novas informações, buscando compreensão a partir de um olhar crítico; 

– Devemos nos preparar para incertezas, desenvolvendo não somente habilidades cognitivas, como também socioemocionais.

O Post não tem posts relacionados no momento

Receba notícias sobre a CEB. Inscreva-se

Entre em contato pelo WhatsAppÍcone do Whatsapp
Entre em contato pelo WhatsApp
Ícone do Whatsapp