Férias escolares: manter o ritmo ou descansar?

3 de julho de 2023 | Educação Infantil, Férias, Fundamental 1

“Ai que prazer 

não cumprir um dever. 

Ter um livro para ler 

e não o fazer!” 

Fernando Pessoa   

Podemos pensar nas férias como um período para descansar ou para aprender coisas novas, para rever familiares e amigos, conhecer lugares diferentes. Podemos até pensar em estabelecer um espaço para estudos e leituras ou colocar pendências em ordem. Cada um poderá aproveitar de sua forma, mas uma coisa é certa: as férias trazem a chance de fazer diferente, de ver diferente, de ser diferente.  

Tempo para conhecer o novo 

A sugestão aqui é que você promova para seu filho (e para você) uma mudança de hábitos para descansar, desligar-se das atividades escolares (ou do trabalho) e cultivar o novo, a descoberta de novas possibilidades de atuação e aprendizado. Fazer o novo descansa e ajuda a recarregar as baterias na medida em que afasta você das atividades cotidianas, mesmo aquelas que você usa para distrair-se, como séries de streaming, compras ou jogos online. O descanso mais profundo é fazer tudo totalmente novo. Você já teve a experiência de uma viagem a um lugar desconhecido com costumes totalmente diferentes daqueles a que você está acostumado? Essa é a ideia, a de cultivar um afastamento daquilo que é conhecido e feito repetidas vezes.  

Tempo para não fazer nada 

Em muitas tradições, como cristianismo, judaísmo e budismo, há a orientação para que seus seguidores abram um espaço em suas vidas para dedicar-se à divindade, oração ou meditação, afastando-se da lida diária de seus afazeres. Essa é uma prática milenar e tem sentido próprio de acordo com a tradição, mas todas elas trazem a força da ideia de apartar-se, de deixar entrar algo novo, um silêncio necessário a uma reconexão com a divindade ou com você mesmo. 

Deixar-se levar pelo ócio pode ter o mesmo impacto se você pensar nele de forma criativa, um espaço em que você terá a chance de refletir sobre o que lhe faz sentido e reavaliar o que foi o semestre que passou. Para fazer esse tipo de balanço, é necessário um distanciamento do cotidiano corrido e ocupado a que normalmente estamos expostos. 

Se descansar é a meta, antes é preciso lembrar que cada um descansa à sua maneira. Mas, que tal aproveitar a chance para se dedicar ao novo e assim recarregar as energias mudando suas práticas?  

Que tal: 

– Cultivar hábitos saudáveis (alimentação, meditação ou exercícios) que possam acompanhá-lo quando as aulas reiniciarem? 

– Realizar algum trabalho voluntário. Poucas atividades trazem tanta satisfação e oportunidades de aprendizado quanto o trabalho voluntário; 

– Fazer um balanço do semestre que passou e traçar metas para o próximo. Não esqueça de fazer reavaliações periódicas para ver se está no caminho certo. 

O Post não tem posts relacionados no momento

Receba notícias sobre a CEB. Inscreva-se

Entre em contato pelo WhatsAppÍcone do Whatsapp
Entre em contato pelo WhatsApp
Ícone do Whatsapp