Independência: uma conquista que também vale pelo percurso 

7 de março de 2023 | Educação Infantil, Fundamental 1, Fundamental 2

A aula começa às 8h. São 7h30 e a criança está há 15 minutos penteando o cabelo em seu quarto.  

– Dá esse pente aqui! – diz o pai impaciente. 

Essa cena mostra um dos desafios de educar. Se a família quiser aproveitar um momento como esse para desenvolver a independência, deverá intervir com muita paciência e se contentar com um penteado que talvez não fique tão bom… Apesar de não ser fácil entender o ritmo das crianças e aceitar algumas imperfeições, é o que devemos fazer para promover sua autonomia. Por isso, planejar os tempos, considerando o ritmo de cada criança é muito importante. 

Um outro desafio é deixar que elas errem e corram o risco de se frustrar. Quando isso acontece, as crianças têm a chance de aprender com mais eficiência e de desenvolver estratégias para fazer diferente numa próxima oportunidade. Em vez de fazer pelos filhos, pais e mães podem apoiá-los e estimulá-los a pensar sobre outras formas de enfrentar a situação. 

Quando jovens e crianças têm a liberdade de tentar resolver um problema, eles têm a chance de enfrentar as consequências de suas ações. Atitudes como essa ajudam a promover resiliência. A prudência também é cultivada quando temos de lidar com as consequências de nossos erros. 

menina na escola
A independência dos alunos é fundamental

Independência: Mais potentes e confiantes

Ao conquistarem a independência para algumas ações, as crianças sentem-se mais potentes e confiantes para novos desafios, o que é fundamental para conquistas cognitivas e socioemocionais, e para futuras tomadas de decisão. 

Como o ser humano vive em sociedade, sempre haverá uma interdependência, seja no trabalho ou no convívio social, mas se queremos que nossos filhos consigam fazer sozinhos o que é esperado para cada faixa etária, devemos ter cuidado com a infantilização das crianças e dos jovens. 

Espaço coletivo 

A conquista da independência é um processo longo e o espaço coletivo da escola é fundamental. Na escola, as crianças convivem com a diversidade, limites, conflitos e resolução de problemas, necessários para o desenvolvimento da autogestão e da autonomia. 

São tentativas, erros e novas tentativas que estimulam o desenvolvimento da independência. Os trabalhos em grupo também ajudam na medida que as crianças vivenciam diversas formas de enfrentar os obstáculos. 

Embora não seja possível sermos totalmente independentes, a busca pela autonomia vale a pena pelo processo em si, pois seremos cada vez mais fortes nessa jornada. 

Em resumo: 

  • Apesar de não ser fácil entender o ritmo das crianças e aceitar algumas imperfeições, é o que devemos fazer para promover sua autonomia; 
  • Quando os filhos erram, em vez de fazer por eles, pais e mães podem apoiá-los e estimulá-los a pensar sobre outras formas de enfrentar a situação; 
  • Quando tentam resolver um problema sozinhas, as crianças têm a oportunidade de enfrentar as consequências de suas ações, o que promove resiliência e prudência; 
  • Ao conquistarem a independência para algumas ações, as crianças sentem-se mais potentes e confiantes para novos desafios; 
  • Cuidado com a infantilização das crianças e até mesmo dos jovens; 

A conquista da independência é um processo e o espaço coletivo da escola é fundamental. 

O Post não tem posts relacionados no momento

Receba notícias sobre a CEB. Inscreva-se

Entre em contato pelo WhatsAppÍcone do Whatsapp
Entre em contato pelo WhatsApp
Ícone do Whatsapp